Pular para o conteúdo

Quem faz a Caravana? | Antonio Paiva

 

Sua primeira viagem foi na caravana do Marajó. Agora, ele passa pelo Baixo Amazonas e explica a importância da ação de cidadania do Pro Paz para a população do interior do estado. “É comum atendermos casos de pessoas que perderam seus documentos em decorrência de enchentes e durante trajetos de barco, por isso, reaver a cidadania de quem precisa, e de forma ágil, é primordial”, ressalta Antonio Paiva.

Ao ser perguntado sobre como trabalhar na Caravana Pro Paz contribuiu para sua carreira e vida pessoal, o coordenador diz: “É gratificante conhecer novas culturas que diferem muito da realidade da capital. Sem falar que é satisfatório atender quem precisa de documento para atendimento médico”.

Compartilhe nossos artigos

Posts Relacionados

Comentários

Sem comentários.

Trackbacks

Sem trackbacks.